Slider

OUÇA AQUI

FICHA TÉCNICA

FOTOS

No Images found.

LETRAS

BaianaSystem avisa: “vinil é memória”

BatukeBox é o nome da nova coletânea que sairá em vinil e cassete. Versão em vinil do disco Duas Cidades também será lançada.

Os integrantes do BaianaSystem possuem uma relação bem antiga com o vinil, que vem dos interesses na cultura sound system, da vontade de comprar discos jamaicanos, de reconhecer os discos clássicos da música popular brasileira, de valorizar a ficha técnica. Uma grande referência do grupo é a Tia do Vinil, uma personagem popular de Salvador que assumiu uma loja no centro de Salvador, no fim de linha da Praça da Sé, perto dos antiquários.

“Embora a Tia do Vinil  não tivesse um estudo dos clássicos, dos nomes todos e do lado B da música, ela endereçava o disco pelo que ela achava que a pessoa gostava, pela energia sonora. É uma dádiva encontrar com uma pessoa como ela, de outra geração e que tem essa relação com a música”, conta Russo Passapusso. “Ela faleceu de uma forma muito fantástica, natural, até nos assustou. Deixou discos pra gente com dedicatórias, uma coisa atemporal. Nossa relação com o disco, nossas coleções, foram muito alimentadas por ela”, completa.

Com base nesse enredo, o BaianaSystem frisa que “Disco é Memória” e lança, através de seu próprio selo, Máquina de Louco, em parceria com a Polysom, duas novidades em vinil.Inspirados nos aparelhos de jukebox, o grupo lança o BatukeBox. Trata-se de uma coletânea que contém tracks já lançadas, porém nunca compiladas num álbum oficial. Esta também sai em formato cassete. No melhor estilo soundsystem, o BatukeBox reúne singles de sucesso, sendo alguns em versões remixadas e também adubadas – uma boa novidade para os DJs.São dez faixas fundamentais sobre a trajetória do combo: “Terapia” e “Amendoim Pão de Mel”, registradas no EP Pirata de 2013. Do primeiro disco, de 2010, a banda traz “Pangeia” em versão adubada. Canções mais recentes que se tornaram videoclipes como “Capim Guiné”, faixa que liga a Bahia à Angola, com participações da rainha do kuduro Titica e Margareth Menezes. E ainda uma segunda “Capim Guiné” dub. E “Invisível” um samba-reggae digital sobre o ver e o não ver. A track instrumental “Forasteiro” que foi lançada em 2016 com exclusividade pela coletânea 20Before17, da Red Bull internacional.  O premiado disco Duas Cidades (2016) é representado por três faixas remixadas como “Cigano”, “Playsom” e “Panela”.

©2019 BAIANASYSTEM